terça-feira, 12 de novembro de 2013

Verbos - resumo e questões

Verbos é a classe de palavras que se flexiona em pessoa, número, tempo, modo e voz. Pode indicar, entre outros processos:

ação (correr);
estado (ficar);
fenômeno (chover);
ocorrência (nascer);
desejo (querer).

Quanto à estrutura, os verbos são compostos pelo radical (a parte invariável e que normalmente se repete), terminação (a parte que é flexionada) e a vogal temática (que caracteriza a conjugação).


ESTUD- AR ESCREV- ER PART- IR


São três as conjugações em língua portuguesa:


São três as conjugações:
1ª - Vogal Temática A - (falar)
2ª - Vogal Temática E - (vender)
3ª - Vogal Temática - I - (partir)

Classificação verbais


Regulares:são aqueles que possuem as desinências normais de sua conjugação e cuja flexão não provoca alterações no radical.


ESTUDAR – eu estudo, tu estudas, ele estuda, nós estudamos...


Irregulares:são aqueles cuja flexão provoca alterações no radical ou nas desinências.

CABER – eu caibo... MEDIR – eu meço...

Anômalos: quando sofrem modificação também no radical.


Por exemplo: 
Ir
Pôr
Ser
Saber
vou
vais
ides
fui
foste
ponho
pus
pôs
punha
sou
és
fui
foste
seja
sei
sabes
soube
saiba

Defectivos: são aqueles que não apresentam conjugação completa. Classificam-se em impessoais,unipessoais e pessoais.

Impessoais: são os verbos que não têm sujeito. Normalmente, são usados na terceira pessoa do singular. Os principais verbos impessoais são:
a) haver, quando sinônimo de existir, acontecer, realizar-se ou fazer (em orações temporais).
Por exemplo:
Havia poucos ingressos à venda. (Havia = Existiam)
Houve duas guerras mundiais. (Houve = Aconteceram)
Haverá reuniões aqui. (Haverá = Realizar-se-ão)
Deixei de fumar  muitos anos. ( = faz)
b) fazerser e estar (quando indicam tempo)
Por exemplo:
Faz invernos rigorosos no Sul do Brasil.
Era primavera quando a conheci.
Estava frio naquele dia.
c) Todos os verbos que indicam fenômenos da natureza são impessoais: chover, ventar, nevar, gear, trovejar, amanhecer, escurecer, etc. Quando, porém, se constrói, "Amanheci mal-humorado", usa-se o verbo "amanhecerem sentido figurado. Qualquer verbo impessoal, empregado em sentido figurado, deixa de ser impessoal para ser pessoal.
Por exemplo:
Amanheci mal-humorado. (Sujeito desinencial: eu)
Choveram candidatos ao cargo. (Sujeito: candidatos)
Fiz quinze anos ontem. (Sujeito desinencial: eu)
d) São impessoais, ainda:
1. o verbo passar (seguido de preposição), indicando tempo. Ex.: Já passa das seis.
2. os verbos bastar e chegar, seguidos da preposição de, indicando suficiência. Ex.: Basta detolices. Chega de blasfêmias.
3. os verbos estar e ficar em orações tais como Está bem, Está muito bem assim, Não fica bem, Fica mal, sem referência a sujeito expresso anteriormente. Podemos, ainda, nesse caso, classificar o sujeito como hipotético, tornando-se, tais verbos, então, pessoais.
4. o verbo deu + para da língua popular, equivalente de "ser possível". Por exemplo:
Não deu para chegar mais cedo.
Dá para me arrumar uns trocados?
 Unipessoais: são aqueles que, tendo sujeito, se conjugam apenas  nas terceiras pessoas, do singular e do plural.
Por exemplo:

A fruta amadureceu.
As frutas amadureceram.

Obs.: os verbos unipessoais podem ser usados como verbos pessoais na linguagem figurada:
Teu irmão amadureceu bastante.
Entre os unipessoais estão os verbos que significam vozes de animais; eis alguns:

bramar: tigre
bramir: crocodilo
cacarejar: galinha
coaxar: sapo
cricrilar: grilo

Os principais verbos unipessoais são:
1. cumprir, importar, convir, doer, aprazer, parecer, ser (preciso, necessário, etc.).
Observe os exemplos:

Cumpre trabalharmos bastante. (Sujeito: trabalharmos bastante.)
Parece que vai chover. (Sujeito: que vai chover.)
É preciso que chova. (Sujeito: que chova.)

2. fazer ir, em orações que dão ideia de tempo, seguidos da conjunção que.
Observe os exemplos:

Faz dez anos que deixei de fumar. (Sujeito: que deixei de fumar.)
Vai para (ou Vai em ou Vai por) dez anos que não vejo Cláudia. (Sujeito: que não vejo Cláudia)

Obs.: todos os sujeitos apontados são oracionais.
Pessoais: não apresentam algumas flexões por motivos morfológicos ou eufônicos.
Por exemplo:

  verbo falir
Este verbo teria como formas do presente do indicativo falofales, fale, idênticas às do verbo falar - o que provavelmente causaria problemas de interpretação em certos contextos.
Por exemplo:


  verbo computar

Este verbo teria como formas do presente do indicativo computo, computas, computa - formas de sonoridade considerada ofensiva por alguns ouvidos gramaticais. Essas razões muitas vezes não impedem o uso efetivo de formas verbais repudiadas por alguns gramáticos: exemplo disso é o próprio verbo computar, que, com o desenvolvimento e a popularização da informática, tem sido conjugado em todos os tempos, modos e pessoas.

Abundantes: quando possuem mais de uma forma de conjugação.


Observe:
INFINITIVO
PARTICÍPIO REGULAR
PARTICÍPIO IRREGULAR
Anexar
Anexado
Anexo
Dispersar
Dispersado
Disperso
Eleger
Elegido
Eleito
Envolver
Envolvido
Envolto
Imprimir
Imprimido
Impresso
Matar
Matado
Morto
Morrer
Morrido
Morto
Pegar
Pegado
Pego
Soltar
Soltado
Solto



Auxiliares: São aqueles que entram na formação dos tempos compostos e das locuções verbais. O verbo principal, quando acompanhado de verbo auxiliar, é expresso numa das formas nominais: infinitivo, gerúndio ou particípio.
Por exemplo: 
                          Vou                       espantar           as          moscas.
                   (verbo auxiliar)       (verbo principal no infinitivo)

                      Está                            chegando                      a         hora     do    debate.
               (verbo auxiliar)      (verbo principal no gerúndio)                 
                   
                    Os       noivos         foram                    cumprimentados                  por           todos        os     presentes. 
                                            (verbo auxiliar)     (verbo principal no particípio)
Obs.: os verbos auxiliares mais usados são: ser, estar, ter e haver.

Flexionam-se em número para concordar com o sujeito/substantivo que acompanham; em pessoa; em tempo; em modo e em voz.

Quanto ao número podem ser: Singular e Plural.
Quanto à pessoa podem ser:
1ª pessoa – a que fala
2ª pessoa – com quem se fala
3ª pessoa – de quem se fala

Tempos dos verbos


Flexionam-se em tempo para indicar o momento em que ocorrem os fatos:

O presente é usado para fatos que ocorrem no momento em que se fala, para fatos que ocorrem no dia-a-dia, para fatos que costumam ocorrer com certa freqüência.

Ele escreve para um jornal local.

Eu estudo neste colégio.

Usa-se o pretérito perfeito para indicar fatos passados, observados depois de concluídos.


Ele escreveu para um jornal local sobre Aquecimento Global.

Eu estudei francês o ano passado.

Usa-se o pretérito imperfeito para indicar fatos não concluídos no momento em que se fala como também para falar de fatos que ocorriam com freqüência no passado.


Ele estudava todos os dias e ainda escrevia para um jornal local.


Usa-se o pretérito mais-que-perfeito para indicar fatos passados ocorridos anteriormente a outros fatos passados.


Já escrevera muitos artigos polêmicos, quando ingressou no jornal local.


Usa-se o futuro do presente para falar de fatos ainda não ocorridos, mas que ocorrerão depois que se fala.


Ela estudará muito e será bem sucedida na profissão.


Usa-se o futuro do pretérito para indicar fatos futuros que dependem de outros fatos .


Ela trabalharia menos, se tivesse estudado mais.

Eu estudaria francês, se tivesse mais tempo.

O modo verbal indica de que forma o fato pode se realizar:


Modo Indicativo para fato certo: Eu estudo, Nós escreveremos.


Modo Subjuntivo para fato hipotético, desejo, dúvida: Se eles trabalhassem...


Modo Imperativo para ordem, pedido: Trabalhem com afinco...Sejam estudiosos...


Há ainda três formas nominais: infinitivo, gerúndio e particípio.

As vozes verbais indicam se o sujeito pratica ou recebe a ação.
Voz ativa, quando o sujeito pratica a ação: O professor elogiou o aluno.
Voz passiva, quando o sujeito recebe a ação: O aluno foi elogiado pelo professor...

Voz reflexiva, quando o sujeito pratica e recebe a ação: Dedicou-se aos estudos.

Locuções verbais - definição e exemplos

Outro tipo de conjugação composta - também chamada conjugação perifrástica - são as locuções verbais, constituídas de verbos auxiliares mais gerúndio ou infinitivo. São conjuntos de verbos que, numa frase, desempenham papel equivalente ao de um verbo único. Nessas locuções, o último verbo, chamado principal, surge sempre numa de suas formas nominais; as flexões de tempo, modo, número e pessoa ocorrem nos verbos auxiliares. Observe os exemplos:
Estou lendo o jornal.
Marta veio correndo: o noivo acabara de chegar.
Ninguém poderá sair antes do término da sessão.
A língua portuguesa apresenta uma grande variedade dessas locuções, conseguindo exprimir por meio delas os mais variados matizes de significado. Ser (estar, em algumas construções) é usado nas locuções verbais que exprimem a voz passiva analítica do verbo. Poder e dever são auxiliares que exprimem a potencialidade ou a necessidade de que determinado processo se realize ou não. Veja:
Pode ocorrer algo inesperado durante a festa.
Deve ocorrer algo inesperado durante a festa.
Outro auxiliar importante é querer, que exprime vontade, desejo.
Por exemplo:
Quero ver você hoje.
Também são largamente usados como auxiliares: começar adeixar de, voltar acontinuar apôr-se airvirestar, todos ligados à noção de aspecto verbal.

Questões de vestibular sobre verbos


1) (UFF) Assinale a frase em que há um erro de conjugação verbal:


a) Requeiro-lhe um atestado de bons antecedentes.
b) Ele interviu na questão.
c) Eles foram pegos de surpresa.
d) O vendeiro proveu o seu armazém do necessário.
e) Os meninos desavieram-se por causa do jogo.

2)  (ENG – MACK) Só muito mais tarde vim, a saber, que a chuva os ___________ na estrada e que não _________ ninguém que ______________.


a) detera; houve; os ajudasse;
b) detivera; houve; os ajudasse;
c) detera; teve; ajudasse eles;
d) detivera; houve; ajudasse eles;
e) detivera; teve; os ajudasse.

3) CESGRANRIO) “Acesas” é particípio adjetivo de “acender”, verbo chamado abundante, porque possui dupla forma de particípio (acendido e aceso). Em abundância, que é geralmente do particípio, em alguns verbos ocorre em outras formas. Assim, por exemplo, é o caso de:

a) coser
b) olhar
c) haver
d) vir
e) dançar

4)  (CESGRANRIO) No trecho: “...fui obrigado a dá-lo de presente a um bandido, seu amigo, quando, provou que completara na véspera o seu vigésimo nono assassinato”, o mais-que-perfeito foi empregado com seu valor normal; na linguagem literária ele pode também aparecer no valor de:

a) imperativo afirmativo
b) pretérito imperfeito do subjuntivo
c) pretérito perfeito do indicativo
d) infinito pretérito
e) futuro do pretérito composto.

5) (PUC-RJ) Indique a série que corresponde às formas verbais apropriadas para os enunciados abaixo:


As diferenças existentes entre homens e mulheres ___________ ser um fato indiscutível. (1. parece 2. parecem)
Alguns cientistas, desenvolvendo uma nova pesquisa sobre a estrutura do cérebro, os efeitos dos hormônios e a psicologia infantil, __________ que as diferenças entre homens e mulheres não se devem apenas à educação. (3. propõe 4. propõem)
________ diferenças cerebrais condicionadoras das aptidões tidas como tipicamente masculinas ou femininas. (5. Haveria 6. Haveriam)
________ ainda pesquisadores que consideram os machos mais agressivos, em virtude de sua constituição hormonal. (7. Existe 8. Existem)
Como sempre, discute-se se é a força da Biologia, ou meramente a Educação, que ________ sobre o comportamento humano. (9. predomina 10. predominam)
A alternativa que corresponde à série acima é:

A) 2,4,5,8,9
B) 1,4,6,8,9
C) 2,4,6,7,10
D) 2,3,5,8,10
E) 2,4,6,7,9

6) (FUVEST-SP) Assinale a frase em que aparece o pretérito mais-que-perfeito do verbo ser:


A) Não seria o caso de você se acusar?
B) Quando cheguei, ele já se fora, muito zangado.
C) Se não fosse ele, tudo estaria perdido.
D) Bem depois se soube que não fora ele o culpado.
E) Embora não tenha sido divulgado, soube-se do caso.

7) (FAAP) Assinale a resposta correspondente à alternativa que completa corretamente o espaço em branco:

“Não ________. Você não acha preferível que ele se ________ sem que você o __________?”

A) interfere – desdiz – obriga.
B) interfira – desdisser – obrigue.
C) interfira – desdissesse – obriga.
D) interfere – desdiga – obriga.
E) interfira – desdiga – obrigue.

8) (FATEC-SP) Assinale a alternativa em que a forma verbal grifada no período 2 não substitui corretamente a do período 1.

A) 1. Economistas afirmam que já foi descoberto o remédio para a inflação no Brasil. 2. Economistas afirmam que já ter sido descoberto o remédio para a inflação no Brasil.
B) 1. Não souberam ou não me quiseram dizer para onde você tinha ido. 2. Não souberam ou não me quiseram dizer para onde você fora.
C) 1. Eram passados já muitos anos, desde o acidente. 2. Haviam passado já muitos anos, desde o acidente.
D) 1. Honrarás a teu pai e a tua mãe. 2. Honra a teu pai e a tua mãe.
E) 1. Ao chegar à sua casa, o seu amigo já terá partido. 2. Ao chegar à sua casa, o seu amigo já partirá.

9) (F.C. Chagas-PR) “Mesmo que você lhe __________ um acordo amigável, ele não ________”.

A alternativa que completa corretamente essa sequência é:

A) proponha – aceitará.
B) propor – aceitava.
C) proporia – aceitaria.
D) proporá – aceitará.
E) propôs – aceitava.

10) (UCS-RS) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas:

“Não ________ os dons que recebestes; __________ sempre que a felicidade se ________ aos poucos.

A) esquece – lembre – constroi.
B) esquece – lembra – constrói.
C) esqueça – lembre – constrói.
D) esqueças – lembra – constrói.
E) esqueças – lembre – constroi.

11) (FAME/FUPAC-MG) Em: “Sei de uma moça… Se alguém escrevesse a sua história, diriam como o senhor (…)”, há verbos empregados respectivamente no:

A) presente do indicativo, pretérito imperfeito do subjuntivo, futuro do pretérito do indicativo.
B) presente do indicativo, pretérito imperfeito do indicativo, futuro do pretérito do indicativo.
C) presente do indicativo, futuro do pretérito do indicativo, pretérito imperfeito do subjuntivo.
D) presente do indicativo, futuro do pretérito do indicativo, pretérito imperfeito do indicativo.
E) presente do indicativo, futuro do pretérito do subjuntivo, pretérito imperfeito do subjuntivo.

12) (FUEL-PR) “Pode ser que eu __________ levar as provas, se você _______ tudo para que eu __________ onde elas estão”.

A alternativa que corresponde à sequência correta é:

A) consiga – fará – descobriria.
B) consiga – fizer – descubra.
C) consigo – fizer – descobrir.
D) consigo – fizer – descubro.
E) consigo – fará – descobrirei.

13) Ele _________com muita prudência, na esperança de que se _______ o tempo perdido.

a) interviu, reavesse.
b) interveio, reavesse.
c) interviu, reouvesse.
d) interveio, reouvesse.
e) interviu, rehavesse. 

14) Assinale a alternativa correta:

a) Não odeie teu semelhante.
b) Não odieis teu semelhante.
c) Ama o seu próximo como a si mesmo.
d) Ame a seu próximo como a si mesmo.
e) Ame a teu próximo como a ti mesmo. 

15) (TCE-RJ) Todos os verbos apresentam uma irregularidade no futuro do subjuntivo em:

a) pôr – ver – rir
b) dar – saber – ouvir
c) dizer – equivaler – medir
d) fazer – dispor – vir
e) incendiar – caber – intervir

16) (Alerj/Fesp) Das alternativas abaixo, a que apresenta o particípio irregular dos verbos expressar, tingir e enxugar é:

a) expressado, tinto e enxugado
b) expresso, tingido e enxugado
c) expressado, tingido e enxuto
d) expresso, tinto e enxugado
e) expresso, tinto e enxuto.

17) (Franciscanas - adaptada) A relação de verbos que completam, conveniente e respectivamente, as lacunas dos períodos abaixo é:

1 – Hoje ------------ 24 de janeiro.
2 – Trinta quilômetros ----------- muito.
3 – Já  -------- uma e vinte.

a – ( ) são – são – eram
b – ( ) é – são – era
c – ( ) é – é – era 
d – ( ) são – é – era
e – ( ) são – é – eram

18) (Alerj) Quanto ao emprego do verbo ser, a concordância está correta em:

a – Já é três horas.  
b – Dez mil reais é bastante.
c – Hoje é vinte e um do mês.
d – Dez pontos são mais que o necessário.
e – Dois metros são menos do que preciso.

19) Diante das alternativas expostas, assinale a que se encontra na voz reflexiva:

a – Antigamente contavam-se muitas histórias. 
b – O garoto feriu-se com o objeto pontiagudo. 
c – Os artistas foram aplaudidos pela plateia. 
d – As mercadorias foram repostas conforme a demanda. 
e – Questões polêmicas permeiam a sociedade. 

20) (Fundação Carlos Chagas) Transpondo para a voz passiva a oração “O faro dos cães guiava os caçadores”, obtém-se a forma verbal:

a- (   ) guiava-se
b- (   ) ia guiando
c- (   ) guiavam
d- (   ) eram guiados
e- (   ) foram guiados

21) (GV 2011- Economia) Examine o texto.

Não sei quanto tempo durou [o programa] Tia Gladys e seus bichinhos. Acho que era na Excelsior, cujo jingle eu ouço agora, puxado do arquivo: “Do 2 eu não saio, nem eu, nem ninguém. Ninguém sai do 2, nem eu nem meu bem”.
(IstoÉ, 14.07.2010.)
Sobre o emprego dos tempos verbais no fragmento, é possível afi  rmar que

A) “era” indica uma ação totalmente concluída, de maneira que serve para encerrar o assunto.

B) “sai”, embora no presente, não se refere a algo que ocorre no momento da fala, mas a uma ação habitual.C) “ouço” expressa uma ação estruturalmente no presente, mas com valor claro de futuro.
D) “durou” indica uma ação no pretérito, que coincide necessariamente com o instante de emissão da fala.
E) “era” oferece ao leitor a possibilidade de imaginar uma ação hipotética, duvidosa ou até impossível.

22)  (INSPER 2009 )


Não ......... mais dúvidas de que ....... haver mudanças na política econômica do país, ...... já ...... dias que o

Ministro da Fazenda se reúne com seus assessores .... portas fechadas.
A alternativa que preenche corretamente as lacunas é

a) restam, vai, porque, faz, a

b) resta, vão, porque, fazem, à
c) restam, vão, por que, faz, a
d) resta, vai, porque, fazem, à
e) restam, vai, porquê, faz, a

23) Neste período: "Talvez os diretores antevejam uma solução para o caso", indique o modo e o tempo do verbo.


a) subjuntivo - presente

b) indicativo - pretérito perfeito
c) subjuntivo - futuro
d) nenhuma das anteriores

24) Indique a alternativa que contenha o verbo "querer" conjugado na primeira pessoal do singular do futuro do presente (indicativo).


a) Amanhã eu queria ver os cadernos.

b) Amanhã eu quero ver os cadernos.
c) Amanhã eu queira ver os cadernos.
d) Amanhã eu quererei ver os cadernos.

25)  Indique a alternativa absolutamente correta. Lembre-se de que estamos tratando agora dos verbos abundantes.


a) O funcionário não deveria ter aceitado a incumbência.

b) O funcionário não deveria ter aceito a incumbência.
c) As duas alternativas anteriores estão corretas.
d) Nenhuma das alternativas está correta.

26) Baseando-se no código expresso abaixo, classifique sintaticamente os verbos em destaque:


1 – verbo intransitivo

2 – verbo transitivo direto
3 – verbo transitivo indireto
4 – verbo transitivo direto e indireto
5 – verbo de ligação

a) Estamos felizes.


b) As crianças gritavam desesperadamente.


c) Entregamos as encomendas aos clientes. 


d) Restam alguns instantes.


e) Ofenderam o juiz com palavrões. 


f) Permaneçam todos quietos.


g) Faltava-lhe um pouco mais de esperança.


h) Depende de você a minha felicidade.


i) Vivia tranquilamente naquele lugar.


27) (FMPA-MG) Identifique a alternativa em que o verbo destacado não é de ligação:


a) A criança estava com fome.
b) Pedro parece adoentado.
c) Ele tem andado confuso.
d) Ficou em casa o dia todo.
e) A jovem continua sonhadora.

28) (TJ-SP)
“Não quero aparelhos
para navegar.
Ando naufragado,
Ando sem destino.
Pelo voo dos pássaros
Quero me guiar...”
(Jorge de Lima)

Os verbos destacados no poema classificam-se, quanto à predicação, como:

a) transitivo indireto – verbo de ligação
b) transitivo indireto – intransitivo
c) transitivo direto – intransitivo
d) transitivo direto – verbo de ligação
e) transitivo direto e indireto – transitivo direto


29) Provendo é gerúndio de prover, verbo cuja forma de primeira pessoa do singular do presente do indicativo é:

(A) inexistente;
(B) provejo;
(C) provenho;
(D) provo;
(E) proveio.

30) (IBGE) Preencha as lacunas com as formas adequadas dos verbos entre parênteses e assinale a sequência correta:

Quando eles ........ (refazer) o relatório, ........ (receber) a primeira parcela do pagamento.Se você ........ (poder) cumprir os prazos, ........ (ficar) liberado mais cedo.

a)refazerem, receberiam, puder, ficara
b)refazerem, receberão, pode, ficou
c)refizerem, receberão, pudesse, ficaria
d)refizerem, receberiam, pôde, ficava
e)refizessem, receberão, podia, ficará.

31) (CEE TECNOLÓGICA-SP) Aponte a frase correta:


a)Avançaram sobre ele, não se conteram.

b)Não repilais quem de vós se aproxima.
c)Se você não prever a ocasião, como agarrá-la?
d)Requiseram inutilmente, não lhe deferiram o pedido.
e)Busquei por muito tempo, mas não reavi o que perdera.

32)  (UF-PB) Transpostos para a voz passiva, os verbos do texto "Que miragens vê oiluminado no fundo de sua iluminação? (...) E por que nos seduz a ilha?" (CarlosDrummond de Andrade), assumem, respectivamente, as formas:


a)eram vistas e somos seduzidos

b)são vistas e fomos seduzidos
c)foram vistas e somos seduzidos
d)são vistas e somos seduzidos
e)foram vistas e fomos seduzidos

33) . (UF-MA) O verbo da oração: Os pesquisadores orientarão os alunos" terá, navoz passiva, a forma:

a)haverão de orientar
d)terão orientado
b)haviam orientado
e)serão orientados
c)orientaram-se

34)  (CARLOS CHAGAS) Para nós, tanto ....... vocês ....... ficar aqui como ....... a fronteira.

a)faria - quisessem - transporem
b)faz - quererem - transpossem
c)faz - quererem - transporem
d)faria - queressem - transpusessem
e)faria - quiserem – transporem

35) (PUC-RJ) "Se eu soubesse ... não tinha aceitado! Indique a opção em que o verbo está flexionado no mesmo tempo, modo e voz de tinha aceitado:

a)"Desse lado do sobrado apoiava-se a uma escarpa da colina. (...)"
b)"Se não fosse isso teria eu vindo?"
c)"(...) como uma riqueza que Deus dá para ser prodigalizada".
d)"(...) nunca a palavra amor fora proferida em referência a nós".
e)"(...) e assumira para comigo o despotismo da mulher amada com paixão".


Gabarito:

1) B     2) B    3) C     4) B      5) A     6) D       7) E     8) E    9) A     10) D     11) A     12) B    13) D    14) D
15) D   16) E    17) D    18) B    19) B     20) D    21) B     22) A   23) B   24) D  25) C     26) a) verbo de ligação  b) verbo intransitivo    c) verbo transitivo direto e indireto   d) verbo transitivo direto        e) verbo transitivo direto   f) verbo de ligação   g) verbo transitivo direto e indireto   h) verbo transitivo indireto    i) verbo intransitivo
27) D    28) B    29) B   30) C    31) B    32) D     33) E   34) C    35) E

Questões de vestibular sobre tempos e modos verbais


1) (FUVEST-SP) As gramáticas costumam definir os tempos verbais de forma simplificada. C. Cunha e L. Cintra, por exemplo, em sua NOVA GRAMÁTICA DO PORTUGUÊS CONTEMPORÂNEO, dizem que o futuro designa um fato ocorrido após o momento em que se fala. Observe como Bastos Tigre joga com essa noção de futuro para dar uma interpretação engraçada do sétimo mandamento:


"Não furtarás - prega o Decálogo e cada homem deixa para amanhã a observância do sétimo mandamento."

(citado por Mendes Fradique em sua "Grammatica Portugueza pelo Methodo Confuso", 1928)

a) Qual a interpretação usual (feita, por exemplo, por um rabino, um pastor ou um padre) desse mandamento?

b) Qual a interpretação feita por Bastos Tigre?

2) (FUVEST-SP) "Se eu (convencesse) Madalena de que ela não tem razão... Se lhe explicasse que (é) necessário vivermos em paz... Não me (entende). Não nos entendemos. O que vai acontecer (será) muito diferente do que (esperamos)."


No trecho acima, a personagem reflete sobre fatos presentes. Se ela os colocasse no passado, como ficariam os verbos entre parênteses?


a) tivesse convencido / foi / entendeu / seria / esperaríamos.

b) convencesse / seria / entendia / será / esperássemos.
c) convencesse / era / entenderia / seria / esperávamos.
d) convencia / era / entendia / seria / esperaríamos.
e) tivesse convencido / era / entendia / seria / esperávamos.

3) (UFPE) "COLHAMOS flores, PEGA tu nelas a DEIXA-as
No colo, e que o seu perfume SUAVIZE o momento 
Este momento em que sossegadamente não CREMOS em nada, 
Pagãos inocentes da decadência."
(Ricardo Reis)

O texto apresenta uma poética perfeita, mas será explorado apenas o emprego das formas verbais.

( ) No verso 1, as formas verbais são usadas no modo imperativo.
( ) Os sujeitos de COLHAMOS, PEGA e DEIXA são, respectivamente: NÓS (oculto); TU (expresso e posposto); AS (expresso e posposto).
( ) No verso 2, a forma verbal está no presente do indicativo, concordando com o sujeito PERFUME.
( ) CREMOS é a 1 pessoa do plural do presente do indicativo. No pretérito perfeito, a forma do verbo CRER é igual para a mesma pessoa.
( ) O verso 1, ao ser transcrito para a segunda pessoa do plural (mantendo-se o modo verbal) fica: "COLHEI flores, PEGAI nelas e DEIXAI-as...".

4) (FAAP) Assinale a forma errada do imperativo:

a) põe-te na ponta dos pés / não te ponhas na ponta dos pés
b) ponha-se na ponta dos pés / não se ponha na ponta dos pés
c) ponhamos-nos na ponta dos pés / não nos ponhamos na ponta dos pés
d) ponhais-vos na ponta dos pés / não vos ponhais na ponta dos pés
e) ponham-se na ponta dos pés / não se ponham na ponta dos pés.

5) (FAAP) "Cale-se ou expulso a senhora da sala".

Assinale a alternativa em que conjuga erradamente o imperativo:

a) cala-te / não te cales
b) cale-se / não se cale
c) calemo-nos / não nos calemos
d) calai-vos / não vos calais
e) calem-se / não se calem

6) "FICAM desde já excluídos os sonhadores, os que AMEM o mistério e PROCUREM justamente esta ocasião de comprar um bilhete na loteria da vida."

Se a primeira frase fosse volitiva, e o segundo e o terceiro verbos em destaque conotassem ação no plano da realidade, teríamos, respectivamente, as seguintes formas verbais:

a) fique, amassem, procurassem.
b) ficavam, tenham amado, tenham procurado.
c) ficariam, amariam, procurariam.
d) fiquem, amam, procuram.
e) ficariam, tivessem amado, tivessem procurado.

7) (CESGRANRIO) Aponte a opção em que o verbo em destaque se encontra no mesmo tempo e modo que QUISER em 

"Será o que Nosso Senhor QUISER!..." (Texto I, v. 15):

a) "Estou pensando nos tempos de antes de eu NASCER..." (v. 4)
b) "A gente inda não sabia se GOVERNAR..." (v. 12)
c) "Tenho desejos de GEMER (...)" (v. 20)
d) "(...) e do pão-nosso onde Deus DER..." (v. 29)
e) "Porque é o meu jeito de GANHAR dinheiro (...)" (v.35)

8) Assinale a alternativa em que a correlação de tempos e modos verbais NÃO é adequada ao contexto.

a) Ainda aparecerá no Congresso alguém disposto a apresentar um projeto que fixe conseqüências para aqueles que enganem a sociedade.
b) Tudo leva a crer que nesses cruzamentos de culturas a situação das áreas coloniais apresente um convívio de extremos.
c) Não há dúvida de que, nos traumas sociais, os sujeitos da cultura popular sofrem abalos graves.
d) More alguém nos bairros pobres da periferia de uma cidade grande e verá no que resultou essa condição do migrante.
e) A sua conduta será de inconformismo e violência, até que um dia certas condições poderiam reconstituir sua vida familiar.

9) Indique o tempo em que se encontram os verbos a seguir marcando:

(1) Presente do Indicativo
(2) Pretérito Perfeito do Indicativo
(3) Pretérito Imperfeito do Indicativo
(4) Futuro do Presente
(5) Futuro do Pretérito

a) ( ) Se eu pudesse, ENTRAVA na piscina, agora.
b) ( ) Vocês já ENCONTRARAM a resposta.
c) ( ) Eles CHEGARÃO logo.
d) ( ) Se fosse verdade, eu já ESTARIA sabendo de tudo.
e) ( ) Você não DEVE se preocupar com o tempo.

10) Complete as orações a seguir, utilizando o particípio dos verbos entre parênteses:

1) Tenho _____________ minhas idéias aos colegas. (expressar)

2) A conta já está __________ . (pagar)

3) A polícia tem ___________ muitos ladrões. (prender)

4) O convite foi __________ por todos. (aceitar)

5) O diretor havia ________________ vários alunos. (suspender)

11) "O pião mostra as cores que tem". Forma errada do imperativo afirmativo:

a) mostra as cores que tu tens
b) mostre as cores que você tem
c) mostremos as cores que nós temos
d) mostreis as cores que vós tendes
e) mostrem as cores que vocês têm

12) "...eu saía a brincar...". O verbo está no passado imperfeito do indicativo. O nome imperfeito advém, porque a ação de sair a brincar é:

a) presente em relação a cessar
b) passado em relação a cessar
c) futuro em relação a cessar
d) condição em relação a cessar
e) concessão em relação a cessar

13) (CESGRANRIO) Tendo em conta a flexão e o emprego do verbo de acordo com a norma culta da língua, assinale a opção em que a forma entre parênteses NÃO completa corretamente a lacuna da frase:

a) Se .......... atender a meu pedido, tudo se resolverá bem. (puderem)
b) Se .......... a questão com cuidado, tudo se resolverá bem. (verem)
c) Se .......... a proibição, haverá inúmeras reclamações. (mantiverem)
d) Se .......... uma análise cuidadosa, encontrarão a melhor solução. (fizerem)
e) Se .......... mais papéis nesta caixa, a arrumação ficará perfeita. (couberem)

14) (ITA-SP) Assinale a opção que preenche correta e respectivamente as lacunas.

I. ________ os amigos, jamais ________ sua atenção e confiança.
II. ________ dos políticos que dizem que os recursos públicos não __________ do povo.

a) I. Destratando - se granjeiam II; Divirjamos - provêm
b) I. Distratando - se granjeiam II; Divirjamos - provêm
c) I. Distratando - granjeamos II; Diverjamos - provêem
d) I. Destratando - grangeamos II; Divirjamos - provêem
e) I. Distratando - se granjeia II; Diverjamos - provêm

15) (FUVEST-SP) A única frase em que a correlação de tempos e modos NÃO foi corretamente observada é:

a) Segundo os Correios, se a greve terminar amanhã, as entregas serão normalizadas em 13 dias.
b) Para que o agricultor não se limitasse aos recursos oficiais, as fábricas também criaram suas próprias linhas de crédito.
c) Um dos seus projetos de lei exigia que os professores e servidores das universidades fizessem exames antidoping.
d) Na discussão do projeto, o deputado duvidou que o colega era o autor da emenda.
e) A Câmara Municipal aprovou a lei que concede descontos a multas e juros que estão em atraso.

16) (PUC-MG) "Quando nos servimos do MODO INDICATIVO, consideramos o fato expresso pelo verbo como certo, real, seja no presente, seja no passado, seja no futuro.
Ao empregarmos o MODO SUBJUNTIVO, é diversa a nossa atitude. Encaramos, então, a existência ou não do fato como uma coisa incerta, duvidosa, eventual, ou, mesmo, irreal."

Assinale a alternativa em que o uso dos verbos no subjuntivo ou no indicativo comprove a descrição anterior, transcrita da GRAMÁTICA DA LÍNGUA PORTUGUESA (12 ed.), de Celso Cunha.

a) Se há discos voadores, por que não pousam na Praça Sete?
b) Embora sempre usasse preservativo, contraiu AIDS.
c) Haverá uma segunda chamada, talvez.
d) Muito me admira que você tenha tido coragem de me fazer essa proposta.
e) Encontrarei uma saída, vocês verão.

17) (UEL) Os alunos que .......... a média exigida .......... o certificado de aprovação, que será .......... em cerimônia especial.

a) obtiveram - requiseram - entregado
b) obtiveram - requereram - entregue
c) obtiveram - requiseram - entregue
d) obteram - requiseram - entregue
e) obteram - requereram - entregado

18) (FGV) Em cada uma das frases a seguir, preencha o espaço com o verbo indicado, na forma verbal adequada.

Exemplo:
- Frase: Se o representante da empresa (chegar) _________________ na hora, não precisaríamos estar agora aguardando por ele.
- Resposta: Se o representante da empresa TIVESSE CHEGADO na hora, não precisaríamos estar agora aguardando por ele.

1. Se você observar e (antever) _________________ que haverá oportunidade de tocar no assunto, prepare-se adequadamente.
2. Se o redator (reaver) _________________ rapidamente o material perdido, poderá em tempo voltar a trabalhar nele.
3. Quando for o caso de o candidato (provir) _________________ de outro Estado, deverá ele utilizar formulário de inscrição diferente do habitual.
4. Se o autor retornar e (manter) _________________ a proposta, deveremos estar preparados para adotar estratégia diferente da inicial.
5. Ontem, por falta de oportunidade, não (intervir) _________________ nos comentários a respeito da nova legislação. Mas agora quero manifestar-me.
6. Quando foi necessário, os diretores, que até então estavam quietos, (intervir) _________________ com veemência.
7. O fornecedor do material só poderia ter questionado o pagamento se (intervir) _________________ no processo antes de seu desfecho.
8. Quando o mediador (intervir) _________________ na discussão, deverá fazê-lo com muito cuidado, para não acirrar os ânimos.
9. Se ela mantiver a calma e (conter-se) _________________ poderá chegar, sem conflitos, ao resultado desejado.
10. Terão assegurado o contrato os três profissionais que primeiro organizarem e (propor) _________________ um projeto.

19) (FAAP) "Minha terra tem palmeiras". Vamos trocar o verbo, escrevendo corretamente:

a) na minha terra, devem haver palmeiras
b) na minha terra, vão haver palmeiras
c) na minha terra, haviam palmeiras
d) na minha terra, existe palmeiras
e) na minha terra, existem palmeiras

20) (MACKENZIE-SP) Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas a seguir:

"Como __________ mais de mil desentendimentos entre __________ e ele, um amigo __________, __________ de nos reconciliar.

a) aconteceu; eu; interveio; afim
b) aconteceram; mim; interveio; a fim
c) aconteceu; mim; interveio; a fim
d) houveram; eu; interviu; a fim
e) houve; mim; interviu; a fim

21) Considere as seguintes ocorrências de "for":

I. quando eu FOR presidente, mandarei prender os que FOREM inimigos do país.
II. aquele que FOR culpado confessará tudo quando FOR à prisão.
III. os que FOREM espertos saberão quando FOR a hora de partir.
IV. as vacas que FOREM para o brejo serão contadas quando eu FOR à Brasília.

Dessas ocorrências, "for" equivale, respectivamente, ao verbo "ser" e ao verbo "ir"

a) somente na frase I.
b) somente na frase II.
c) somente na frase III.
d) somente na frase IV.
e) em todas as quatro frases.

22) (UNIRIO) A forma do mais-que-perfeito composto do verbo da primeira oração do texto é:

a) estava pousado.
b) estará pousado.
c) tinha estado pousado.
d) teria estado pousado.
e) tem estado pousado.

23) (PUCCAMP) É bom que tudo se tenha resolvido no espaço de trinta anos, mas pagamos o preço dessa rapidez.

É possível reconstruir o período anterior tomando como HIPÓTESE o que nele vem declarado como FATO. Nessa nova correlação de tempos, a reconstrução correta do período será:

a) Era bom que tudo se resolva no espaço de trinta anos, mas teríamos pago o preço dessa rapidez.
b) Seria bom se tudo se resolvesse no espaço de trinta anos, mas teremos pago o preço dessa rapidez.
c) Seria bom se tudo se resolver no espaço de trinta anos, mas pagávamos o preço dessa rapidez.
d) Era bom se tudo se resolvesse no espaço de trinta anos, mas pagaremos o preço dessa rapidez.
e) Seria bom se tudo se tivesse resolvido no espaço de trinta anos, mas teríamos pago o preço dessa rapidez.

24) (UFU) Observe os tempos verbais, em destaque, utilizados pelo autor nos trechos transcritos abaixo:

"No final da linha, em desgraçado TERÁ ENCONTRADO auxílio, remédio e agasalho, e o mundo TERÁ FICADO um pouco menos selvagem, ainda que momentaneamente." (par.2)
"Você VAI SE SENTIR maior e melhor"... (par.2)
"... em fazer parecer esmola o que DEVERIA SER um direito." (par.4)

A seguir, discorra sobre o emprego desses tempos verbais, na interpretação do texto.

25) (UERJ) O presente do indicativo é um tempo verbal que pode ser empregado com valores diversos.
Dos trechos transcritos, aquele em que o emprego do presente do indicativo está corretamente explicado é:

a) "... do vento que MOVE as comemorações dos 500 anos..." (ref.1) - atualiza passado histórico
b) "FALA das tribos e da memória de seus ancestrais..." (ref. 2) - demonstra ação habitual
c) "Essa atividade pretende desmistificar isso..." (ref. 3) - marca futuro próximo
d) "... DIZ Ricardo Paes, coordenador do projeto." (ref. 4) - expressa ação simultânea.

26) (UEPG) Escolha as estruturas aceitáveis considerando a perfeita correlação entre os tempos verbais.

01) Se tivessem registrado a infância da aviação, os fotógrafos a popularizaram.
02) Quando os fotógrafos tiverem registrado a infância da aviação, eles a tinham popularizado.
04) Quando os fotógrafos registraram a infância da aviação, eles a popularizaram.
08) Quando registrarem a infância da aviação, os fotógrafos a popularizarão.
16) Se os fotógrafos tivessem registrado a infância da aviação, eles a teriam popularizado.

27) (ITA) Os versos abaixo são da letra da música "Cobra", de Rita Lee e Roberto de Carvalho:

Não me cobre ser existente
Cobra de mim que sou serpente

Com relação ao emprego do imperativo nos versos, podemos afirmar que
a) a oposição imperativo negativo e imperativo afirmativo justifica a mudança do verbo cobre/cobra.
b) a diferença de formas (cobre/cobra) não é registrada nas gramáticas normativas, portanto há inadequação na flexão do segundo verbo (cobra).
c) a diferença de formas (cobre/cobra) deve-se ao deslocamento da 3 para a 2 pessoa do sujeito verbal.
d) o sujeito verbal (3 pessoa) mantém-se o mesmo, portanto o emprego está adequado.
e) o primeiro verbo no imperativo negativo opõe-se ao segundo verbo que se encontra no presente do indicativo.

28) (FUVEST-SP) Leia o excerto, observando as diferentes formas verbais.

Chegou. Pôs a cuia no chão, escorou-a com pedras, matou a sede de família. Em seguida acocorou-se, remexeu o aió, tirou o fuzil, acendeu as raízes de macambira, soprou-as, inchando as bochechas cavadas. Uma labareda tremeu, elevou-se, tingiu-lhe o rosto queimado, a barba ruiva, os olhos azuis. Minutos depois o preá torcia-se e chiava no espeto de alecrim.
Eram todos felizes. Sinha Vitória vestiria uma saia larga de ramagens. A cara murcha de sinha Vitória remoçaria (...).
(...)
A fazenda renasceria - e ele, Fabiano, seria o vaqueiro, para bem dizer seria dono daquele mundo.
(Graciliano Ramos, "Vidas secas")

a) Considerando que no primeiro parágrafo predomina o pretérito perfeito, justifique o emprego do imperfeito em "O PREÁ TORCIA-SE E CHIAVA NO ESPETO DE ALECRIM".

b) Explique o efeito de sentido produzido no excerto pelo emprego do futuro do pretérito.

29) Os verbos que aparecem nos enunciados abaixo estão corretamente flexionados em:

a) As influências africanas MANTERAM-SE, principalmente, em relação às palavras. Quem se PROPOR a estudar as línguas faladas na América pode constatar isso.
b) A ama negra INTERVIU junto ao filho do senhor branco, abrandando-lhe a linguagem. Não PÔDE ser diferente, CREIAMOS.
c) Muitas palavras do português PROVIERAM do contacto com línguas estrangeiras. Os brasileiros nem sempre se PRECAVÊM diante de influências lingüísticas estrangeiras.
d) PROPUSEMO-NOS a analisar a língua sem preconceitos e VIMOS que as influências estrangeiras são inevitáveis. PASSEMOS pelo seu vocabulário e CREIAMOS nisso.
e) Influências estrangeiras também NORTEAM o destino das línguas. Assim crêem os estudiosos dos fatos que INTERVÊEM na história das línguas.

30) (PUC-PR) Considerando o que está dito no enunciado acima, assinale a alternativa que contém uma afirmação FALSA:

a) As formas verbais HAVIA PARTIDO e DEIXOU expressam ações simultâneas.
b) A forma verbal HAVIA PARTIDO expressa uma ação anterior à forma verbal DEIXOU.
c) O enunciado é composto de duas orações que encerram uma relação de causa e conseqüência.
d) A forma verbal HAVIA PARTIDO pode ser substituída por PARTIRA sem que, com isso, haja prejuízo do significado.
e) Há, no enunciado, uma ambiguidade gerada pela locução SUA MÃE.

31) (EPCAR) Há uma forma verbal errada na alternativa:

a)queixai-vos
b)queixamos-nos
c)queixávamo-nos
d)queixáveis-vos
e)queixásseis-vos

32) (PUC) Uma das alternativas abaixo está errada quando à correspondência noemprego dos tempos verbais. Assinale qual é esta alternativa:

a)Porque arrumara carona, chegou cedo à cidade.
b)Se tivesse arrumado carona, chegaria cedo à cidade.
c)Embora arrume carona, chegará tarde.
d)Embora tenha arrumado carona, chegou tarde.
e)Se arrumar carona, chegaria cedo à cidade.

33) (UNIMEP-SP) "Assim eu quereria a minha última crônica: que fosse pura como este sorriso." (Fernando Sabino) Assinale a série em que estão devidamente classificadas as formas verbais em destaque:

a)futuro do pretérito, presente do subjuntivo
b)pretérito mais-que-perfeito, pretérito imperfeito do subjuntivo
c)pretérito mais-que-perfeito, presente do subjuntivo
d)futuro do pretérito, pretérito imperfeito do subjuntivo
e)pretérito perfeito, futuro do pretérito

34) (CESGRANRIO) Não há devida correlação temporal das formas verbais em:

a)Seria conveniente que o leitor ficasse sem saber quem era Miss Dollar.
b)É conveniente que o leitor ficaria sem saber quem é Miss Dollar.
c)Era conveniente que o leitor ficasse sem saber quem é Miss Dollar.
d)Será conveniente que o leitor fique sem saber quem era Miss Dollar.
e)Foi conveniente que o leitor ficasse sem saber quem era Miss Dollar.

35) (PUC) No trecho: "Agora vire a página e olhe o anjo que ele possuiu, veja estamantilha sobre este ombro puro (...)", alterando-se o sujeito dos verbos destacadospara tu e depois nós, teríamos a seguinte modificação das formas verbais:

a)vira, olhe, vê / viremos, olhamos, vemos
b)vire, olhe, veja / viremos, olhemos, vejamos
c)vira, olha, vês / viramos, olhamos, vemos
d)viras, olhas, vês / viramos, olhamos, vemos
e)vira, olha, vê / viremos, olhemos, vejamos


tempos e modos verbais - gabarito:   


1) a) É um imperativo: não furtes.

b) Toma o futuro como na definição gramatical: não furtarás (amanhã), mas hoje...   2) E    3) V F V V V
4) D     5) D    6) D    7) D     8) E     9) a) 3    b) 2    c) 4   d) 5  e) 1    10) 1) expressado    2) paga   
3) prendido     4) aceito     5) suspendido    11) D    12) A    13) B    14) A    15) D    16) E    17) B
18) 1. tiver ou houver antevisto.  2. tiver ou houver reavido. 3. ter ou haver provindo.  4. tiver ou houver mantido.
5. tinha ou havia intervindo.  6. tinham ou haviam intervindo.    7. tivesse ou houvesse intervindo.
8. tiver ou houver intervindo.   9. tiver-se ou houver-se contido.    10. tiverem ou houverem proposto.
19) E    20) B    21) B    22) B    23) C    24) E    25) Os tempos verbais indicam a possibilidade em um futuro próximo.   26) B    27) 28    28) C    29) a) As formas do pretérito perfeito indicam ações pontuais, concluídas no passado; o imperfeito indica ação em decurso no passado. O efeito narrativo do imperfeito, no caso, é atribuir vivacidade à ação, apresentando-a em seu desdobramento.
b) O perfeito e o imperfeito relatam fatos; o futuro do pretérito registra desejos, aspirações, fantasias da personagem (sinalizando, portanto, discurso indireto livre).    29) B    30) A    31) B    32) E    33) D   34) B
35) E


Fontes: www.professor.bio.br/
            www.infoescola.com/
            www.soportugues.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário